Educação Tecnologia e Games

VESTIBULAR 2021: como as faculdades podem engajar seus estudantes em um cenário hiper conectado

a primeira faculdade brasileira voltada para quem quer ser empreendedor, a Link School of Business, está com as inscrições abertas para a Jornada Link – como é chamado o vestibular da instituição -, até o dia 5 de novembro. Em sua primeira turma que teve início em meio à pandemia, a Link teve uma abordagem inovadora, que cativou a atenção e participação dos alunos e, que serve de spoiler para os candidatos às 100 vagas disponíveis para 2021. Confira:

Mente sã, corpo são. A Link tem em sua grade curricular duas matérias que trabalham áreas não abordadas no ensino superior tradicional, People Skills e Wellness – a primeira aborda o desenvolvimento pessoal e profissional por meio de competências comportamentais, cada vez mais importantes, e a segunda desenvolve a saúde e bem-estar físico dos alunos.

Aulas especiais com players do mercado são outro ponto forte da vivência dos alunos, até agora já passaram Rony Meisler (Reserva), Claus Malamud (Mr. China), Cris Arcangeli, Tom Gerth (Presidente Paypal), e Bernardinho (vôlei), além de um corpo docente altamente gabaritado, que inclui seu fundador, Alvaro Schocair entre outros nomes do mercado, que falam sobre temas como liderança, importação e exportação, finanças, empreendedorismo e inovação, entre outros.

Para incentivar o ecossistema empreendedor, assim como nas melhores universidades internacionais, já no segundo mês de aulas foi apresentada uma linha de crédito de R$ 50 mil para tirar do papel uma ideia de negócio dos alunos, como um exercício prático da aula com o tema Importação e Exportação. Os vencedores do desafio foram três alunos que apresentaram o Santa Cucina – um e-commerce de utensílios premium para cozinha.

‘They do break, We do business’, foi com esse tema de Semana do Saco Cheio à avessas (de 13 a 16/10), que a Link deu boas-vindas para a Founders Week – a semana de integração física da primeira turma da faculdade. Durante quatro dias, os alunos foram convidados a apresentar talentos, assistir palestras com importantes nomes do mercado e expor suas ideias de negócios, para que fossem sabatinadas pelos colegas, a fim de se levantar os pontos positivos e os que demandavam soluções.  

Essas e outras características, fazem com que a Link School of Business tenha hoje em sua primeira turma 22% de empreendedores entre os alunos, proporção somente alcançada por universidades como Harvard e Stanford.