Educação

Universidade Raccoon faz parceria com Unicef e doa 500 vagas para jovens em situação de vulnerabilidade

Com o objetivo de combater as desigualdades da pandemia, iniciativa já está com inscrições abertas e pessoas de todo o Brasil podem participar

A Universidade Raccoon, braço de educação da agência Raccoon, aderiu à iniciativa 1Mio a fim de ajudar adolescentes e jovens de 14 a 24 anos em situação de vulnerabilidade. A instituição de ensino vai doar 500 vagas de conteúdos introdutórios gratuitos de marketing digital. Os cursos contemplados são Introdução à SEO e Marketing de Conteúdo e Introdução às Mídias Pagas. Entre os tópicos da grade, estão ferramentas de SEO, copywriting e auditorias no caso do Marketing de Conteúdo; e Facebook Ads, Google Ads e planejamento estratégico no caso das Mídias Pagas. Todos os alunos ganham um certificado de conclusão.  

As inscrições podem ser feitas por meio do link 1mio.com.br ou por meio do site universidaderaccoon.com e pessoas de qualquer parte do Brasil podem se inscrever. O objetivo da parceria é reunir esforços para combater as desigualdades aprofundadas pela pandemia e, além da UNICEF, outros parceiros como a Organização Internacional do Trabalho (OIT) também fazem parte da iniciativa que tem como meta  gerar um milhão de oportunidades de formação e acesso ao mundo do trabalho para os próximos dois anos. 

“Esse é o primeiro ano que participamos. Já temos iniciativas como a ‘Lugar de Preto’, onde disponibilizamos vagas de nossos cursos para pessoas pretas e pardas, e nos interessamos na 1Mio de imediato. O Grupo Raccoon atua ativamente em defesa da diversidade e inclusão de todas as pessoas no mercado digital. Sabemos da importância dessas iniciativas em meio a toda essa crise”, explica Diego Bertolini, sócio e diretor administrativo da agência.

Cenário dos jovens: educação e emprego

O nível de desemprego no Brasil segue em nível recorde, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e já são quase 15 milhões de pessoas sem emprego. A falta de capacitação é um dos principais problemas para a entrada no mercado de trabalho. E os jovens e adolescentes são os que mais sofrem, pois a pandemia fez a perspectiva da situação dessa parcela da população piorar. Uma análise de especialistas do Fundo Monetário Internacional (FMI), prevê que estudantes que têm entre 10 e 19 anos poderão sofrer uma redução de 8% em suas rendas futuras pelas aulas perdidas em 2020 que não forem compensadas. A estimativa brasileira é o dobro da América Latina e Caribe, cujos cálculos indicam 4% de perda ao longo de suas vidas.

“Se todo mundo fizer a sua parte, poderemos diminuir esses impactos. Faz parte da nossa cultura direcionar esforços para combater as desigualdades socioeconômicas. Sei que por meio dos nossos cursos, muitas pessoas poderão mudar a realidade que vivem e ajudar suas famílias”, destaca Diego.

Mercado de trabalho e responsabilidade social

Se a crise econômica gerada pela pandemia prejudicou muitos setores, por outro lado, o cenário de isolamento acabou por impactar positivamente o mercado digital.  O volume de vendas via e-commerce apresentou um aumento de 56% em 2020 quando comparado com o ano de 2019.  Ou seja, são áreas que demandam profissionais capacitados para lidar com o dia a dia de uma empresa on-line. “Hoje, o marketing digital está presente basicamente em tudo”, explica Diego.

O Grupo Raccoon também tem entre suas políticas corporativas a responsabilidade social. Além do programa ‘Lugar de Preto’, a Universidade Raccoon participou como parceiro da edição nacional do Startup Weekend LGBTQIA+. Os vencedores da edição do evento ganharam uma série de cursos gratuitos da Universidade Raccoon.