Bem Estar Saúde

Dia Mundial do Coração: SBC celebra com programação especial

Dia Mundial do Coração, celebrado em 29 de setembro, busca conscientizar a população sobre a importância de manter hábitos saudáveis e preservar a saúde do músculo cardíaco. No Brasil, cerca de 14 milhões de brasileiros têm alguma doença cardiovascular e, pelo menos, 400 mil morrem por ano em decorrência dessas enfermidades, o que corresponde a 30% de todas as mortes no país, números que podem estar sendo agravados pela pandemia da Covid-19. Em alusão à data, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) terá programação especial para debater e divulgar o tema.

Dia Mundial do Coração: Webinares, campanhas, e apresentações artísticas acontecem no mês de setembro, e alertam sobre a saúde desse órgão vital

“O diagnóstico precoce de problemas cardiovasculares nos mais jovens possibilita melhores tratamentos e controle mais rígido das doenças relacionadas ao coração, que podem se agravar ao longo dos anos se não forem corretamente tratadas. Apesar de as doenças do coração manifestarem-se, em sua grande maioria, na vida adulta, é na infância que o processo de aterosclerose tem seu início. A prática de atividades físicas regularmente e a redução do estresse, associadas ao controle do colesterol elevado e a uma alimentação saudável, tendem a reduzir em 80% esses óbitos”, ressalta o diretor de Promoção de Saúde Cardiovascular, da SBC, José Francisco Kerr Saraiva.

Webinares

No dia 29, às 15h, a SBC e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) promovem o webinar “Saúde do Coração”. A ação está inserida no contexto da parceria entre as entidades para promover em conjunto a educação de equipes da atenção básica de saúde dos municípios, referenciando os temas relativos à prevenção das doenças cardiovasculares. A série de atividades Cuidando do Coração tem transmissão gratuita pelo canal do YouTube do CONASEMS.

O evento será moderado pelo diretor de Promoção de Saúde Cardiovascular, da SBC, José Francisco Kerr Saraiva, e terá participação de Álvaro Avezum, diretor da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), expondo um panorama da saúde do coração no Brasil e mundo, e de Carla Janice Baister Lantieri, coordenadora do Programa SBC vai à Escola e do Comitê da Criança e do Adolescente da SBC, falando sobre prevenção da aterosclerose em crianças e adolescentes.

Mais tarde, às 20h, a entidade transmitirá, ao vivo, um webinar homônimo à data, que reunirá especialistas nacionais e internacionais, com moderação do presidente da SBC, Celso Amodeo e participação das cardiologistas Fernanda Colombo, do Departamento de Hipertensão Arterial, e Tânia Martinez, do Departamento de Aterosclerose, como debatedoras.

Alvaro Sosa Liprandi, presidente da Sociedade Interamericana de Cardiologia (SIAC), ministrará palestra sobre saúde cardiovascular na América Latina; Antonio Carlos Palandri Chagas, presidente do Departamento de Aterosclerose da SBC, falará sobre a política do American College of Cardiology (ACC) para prevenção cardiovascular; e Fausto Pinto, presidente da World Heart Federation (WHF), apresentará sobre o papel da WHF nas ações de prevenção da doença cardiovascular no mundo.

Haverá ainda participação de Otávio Berwanger, diretor da Academic Research Organization, do Hospital Israelita Albert Einstein, que conduzirá apresentação sobre novas perspectivas para a ciência cardiovascular. A transmissão será gratuita pelo canal de webinares da SBC.

Metrô de SP e CPTM integram campanha

A campanha da SBC para o Dia Mundial do Coração terá apoio do Metrô de São Paulo e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Na data, a CPTM publicará conteúdos exclusivos em suas redes sociais, com o viés da conscientização. E a partir do dia 29 – e até três meses subsequentes –, os painéis eletrônicos JCDecaux espalhados nas plataformas do Metrô veicularão um vídeo de alerta para a população, que inclui a adoção de hábitos mais saudáveis.

Nas ondas do rádio

A partir do dia 8, até o final do mês, a emissora de rádio Band FM (96.1MHZ – SP), estará veiculandouma vinheta educativa indicando que abandonar o sedentarismo, o tabagismo e praticar atividade física, conforme orientação médica, assim como manter uma alimentação saudável e restringir a ingestão de bebidas alcoólicas, contribui bastante para a prevenção das doenças do coração. A mensagem que a SBC quer transmitir é de que as pessoas podem “usar seu coração para se conectar à sua saúde”.

Exposição

O hall de entrada do Instituto do Coração (InCor), do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), receberá uma versão especial da exposição “No Coração dos Trópicos”, um mural que retrata mais de um século da prática e do desenvolvimento da cardiologia no Brasil. A obra foi criada em 2020, em comemoração ao centenário da especialidade no país e está em cartaz permanentemente na sede da SBC, no Rio de Janeiro.

A pintura é um conjunto de painéis de acrílico sobre tela justapostos, do artista plástico paraibano Flávio Tavares de Melo. O mural retrata a cardiologia brasileira, com suas influências no exterior e diálogos com ícones da medicina do fim do século XIX até os dias atuais. Pode-se ver, por exemplo, Carlos Chagas, Oswaldo Cruz, Miguel Couto, Dante Pazzanese, Luiz Décourt, Magalhães Gomes, Adib Jatene, Euryclides Zerbini e outros tantos, que muito contribuíram para a evolução da medicina no Brasil, pintados num cenário tropical.

O autor criou um conjunto de ambientes: vê-se a paisagem amazônica, o pavilhão mourisco da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), rios e o sertão. Além disso, tem casas de taipa, que recebiam visitas de médicos e pesquisadores em busca de pacientes e de material para a cura a partir das mais diversas terapias. Por fim, o edifício do InCor, maior Centro de cardiologia da América Latina.

O descerramento da obra ocorre no Dia Mundial do Coração, 29 de setembro, às 10h. Por conta da pandemia de Covid-19 e da adoção de protocolos sanitários, será restrito às autoridades do InCor e da SBC. A cerimônia será transmitida ao vivo e poderá ser acessada através do link: https://telemedicinaincor.wixsite.com/sbc-cadastro.

Intervenção artística

No Dia Mundial do Coração, o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, será iluminado de vermelho e vai anunciar, em parceria com a SBC, um projeto em conjunto para o próximo ano. A exposição Coração e Longevidade, que entrará em cartaz em outubro de 2022, acontecerá simultaneamente ao Congresso Mundial de Cardiologia, sediado na capital carioca, e abordará questões ligadas à saúde e à conexão entre a maior expectativa de vida e um olhar multidisciplinar para um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Além da mostra, a agenda também inclui um programa educativo com atividades para todas as idades.

No dia 30, às 19h30, o prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), localizado na Avenida Paulista, em São Paulo, também receberá uma iluminação especial, chamando a atenção de quem estiver passando pelo local. Um grande coração deverá ser refletido na construção, também para alertar a todos da importância de preservar a saúde cardiovascular.

Movidos pelo Coração

SBC, Ministério do Turismo, Sanofi e Bayer realizam em conjunto a 5ª edição do projeto Movidos pelo Coração, com objetivo de movimentar a cena cultural entre os dias 4 e 29 de setembro, e com muitas atrações para crianças e adultos. Neste ano, em função da pandemia, ao contrário do formato das outras edições em anos anteriores, as apresentações serão todas on-line, transmitidas pelo canal do projeto no YouTube.O público poderá assistir a apresentações de grupos renomados como Corpo, Giramundo, Orquestra Ouro Preto e Instituto Baccarelli. Além disso, a criançada poderá curtir a contação de histórias com a reconhecida contadora Beatriz Myrha e fazer oficinas com o Prendas Minhas. A programação completa está no site www.movidospelocoração.com.

O Movidos pelo Coração é motivado pela alta prevalência das doenças cardiovasculares no Brasil. Segundo o presidente da SBC, Celso Amodeo, pressão e colesterol elevados, diabetes, obesidade, estresse e sedentarismo são conhecidos como prejudiciais, mas as pessoas não se cuidam e o coração sofre as consequências.

“Precisamos amplificar a mensagem para conscientizar e engajar a população cada vez mais. As doenças cardiovasculares são uma verdadeira epidemia evitável sendo preciso combatê-las com informação qualificada, tal qual o projeto Movidos pelo Coração faz”, ressalta o médico.

Confira também: Setembro Verde: Seja Um Doador De Órgãos, Fale Com A Sua Família