Cultura Educação Saúde

Restaurantes que apoiam causas sociais

Em tempos de pandemia pelo covid-19, muitos restaurantes têm adotado iniciativas para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade, valorizando o conceito de responsabilidade social.

É o caso do restaurante Jamile, uma das casas do chef Henrique Fogaça, que, em conjunto com os sócios Anuar Tacach e Alberto Hiar, lançou o projeto “Marmitas do Bem”, cujo intuito é doar refeições para pessoas em situação de rua na região central de São Paulo. É possível colaborar com a campanha por meio de em uma “vaquinha eletrônica”, disponível no site: http://www.kickante.com.br/campanhas/marmita-do-bem-0.

Já o renomado restaurante japonês Kitchin também abraçou a causa e se uniu a UniãoSP, um fundo emergencial de apoio à população ameaçada pelo covid-19.

A casa oferece, em forma de sorteio, 8 jantares para os participantes que doarem o valor de 3 cestas básicas (R$ 180). Os recursos captados serão usados para comprar alimentos e produtos de higiene e limpeza para comunidades vulneráveis em São Paulo, em coordenação com o Governo do Estado, Prefeituras e entidades do 3º setor. Também participam do projeto os restaurantes Su e Aima, do mesmo grupo. Para ajudar: http://www.uniaosp.org/

O Sefras, organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, plural e suprapartidária, criada pela Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, e Soul Kitchen, incubadora de projetos que conecta pessoas através do alimento, juntaram forças para ampliar a produção de quentinhas, o que resultou no projeto batizado de “Quentinha do Bem”.

O desafio do projeto é aumentar a quantidade de refeições distribuídas diariamente. Nos últimos 15 dias, o Sefras produziu 50 mil quentinhas para os moradores de rua. Neste novo cenário, o objetivo é produzir 8 mil quentinhas por dia, durante os próximos dois meses. Para que isso seja possível, é necessário arrecadar R﹩ 960 mil, já que cada quentinha de 500 gramas, que contém feijão, legumes, tubérculos e proteína, tem o custo de R﹩4. Esse valor cobre não só as despesas com ingredientes, mas também a manutenção de 6 cozinhas e 28 cozinheiros que atuam na produção das refeições. É possível ajudar com contribuições pelo site http://www.ingresse.com/quentinhadobem, depósito bancário ou doações de insumos.