Bon Vivant Cultura Novidades

Orquestra jovem Alegro faz apresentação gratuita no Teatro Positivo

A Associação Musical Alegro promove este ano mais um Festival da Orquestra Jovem Alegro. A programação ocorre de 13 a 18 de novembro, reunindo alunos inscritos de várias partes do país. O encerramento da programação é com o grande concerto da Orquestra Jovem Alegro (OJA), dia 18 de novembro, no Teatro Positivo.

O Concerto OJA 2019 é realizado com uma orquestra de 75 músicos, que participaram de uma seleção nacional de bolsistas para o Festival, recrutando os melhores jovens talentos do país. Além dos músicos selecionados, destaque também para a regência do Maestro Thiago Santos (RJ/Inglaterra) e o solista Alejandro Aldana, violino (Argentina/SP).

Promovido pela Associação Musical Alegro, com apoio do Ministério da Cidadania, o espetáculo é gratuito e aberto ao público. A Orquestra Jovem Alegro é uma orquestra sinfônica destinada a jovens músicos de até 29 anos, que se propõe a ser um espaço de formação de alto nível profissional.

A Associação Musical Alegro, instituição mantenedora da OJA, foi criada pelo músico britânico radicado em Curitiba Edward Matkin, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento de um sistema de orquestras jovens no Paraná, inspirado em outros projetos de sucesso no Brasil e no mundo. “Não somos apenas uma organização que proporciona educação em música erudita a crianças que vivem em situação de risco no Paraná. Somos uma associação com visão, missão e metas fincadas na transformação de realidades sociais por meio da educação musical”, afirma Matkin.

A Alegro atua a partir de Curitiba desde 2016. Sua força está no notável grupo de apoiadores e parceiros, entre os quais Marshall Marcus (diretor da European Youth Orchestra), Neil Thompson (Royal College of Music), e Stefan Asbury (Boston/Tanglewood). Destaca-se também a parceria com a ABRSM – sigla inglesa para o Conselho das Escolas Reais de Música britânicas, maior organização de avaliação mundial de música erudita, presente em mais de 93 países e que tem como patrona a rainha da Inglaterra.

Além da força dos apoios internacionais, a Alegro construiu também uma importante rede de parcerias e apoios locais. Atualmente, apoia 7 núcleos de ensino que proporcionam acesso à educação musical a mais de 450 crianças em diversos tipos de vulnerabilidades sociais que, de outra forma, não teriam esta oportunidade. As crianças atendidas estão em Piraquara, Almirante Tamandaré, Antonina (Centro e Zona Rural), Paranaguá e no bairro CIC, em Curitiba. Os projetos parceiros, altamente reconhecidos por seus bons resultados, incluem Gato na Tuba (em Piraquara), Música no Bairro (Almirante Tamandaré) e Filarmônica Antoninense (Antonina). Em comum, são projetos nos quais os alunos têm a oportunidade de estudar um instrumento e encontrar na música um suporte para os desafios do cotidiano e um caminho para o futuro. “Acreditamos que a música orquestral é para todos. Por isso, investimos na formação e no desenvolvimento musical e artístico das crianças e jovens dos projetos que apoiamos”, ressalta Matkin.

Recentemente, a parceria com os projetos citados resultou em mais uma iniciativa de peso da Alegro: a criação da Orquestra Infantil Alegro, formada por crianças que participam dos núcleos apoiados pela Associação Alegro. O professor e crítico musical André Egg, comentou em texto em seu blog pessoal sobre a atuação das crianças na estreia: “Eles são apenas crianças e adolescentes, mas já viram descortinar em sua vida a possibilidade de participar de um grupo musical muito sério. Se quiserem, poderão se profissionalizar como músicos. Muito provavelmente a maioria vai desenvolver outras atividades profissionais, para as quais levarão uma experiência cultural riquíssima. O principal efeito colateral será que eles serão profissionais que já se acostumaram com coisa boa: alto esmero técnico. Eles não vão se conformar com pouco.”

O Concerto OJA 2019, em 18 de novembro, é, portanto, o ápice das atividades anuais da Alegro, culminando uma longa cadeia de iniciativas que possibilita uma apresentação musical tão elaborada. O repertório a ser executado neste concerto é um desafio técnico até mesmo para orquestras profissionais. Isso reforça o princípio de formação aplicado pela Alegro, como explica Matkin: “a excelência musical do concerto da OJA é fundamental para nossa estratégia de inspirar nossos jovens aprendizes e mostrar para eles que, com muita disciplina, esforço e trabalho é possível alcançar momentos sublimes por meio da música”.