Bem Estar Cultura Educação

Obras literárias na abordagem dos temas bullying, racismo e preconceitos, ressaltando a importância e o valor da diversidade

Livros da Editora Piraporiando se destacam por tratar temáticas consideradas complexas. O trabalho é feito com ludicidade, junto a estudantes e educadores

Novembro é o Mês da Consciência Negra, no qual se celebra a cultura afro-brasileira e africana, destacando-se as riquezas destas culturas e a luta contra todas as formas de racismo.

Além de realizar um trabalho frente a estas temáticas, a Piraporiando também atua na discussão sobre a prática do bullying nas escolas e outras questões de cunho sociocomportamental, como por exemplo, os preconceitos e a necessidade do reconhecimento da valorização da diversidade. Tudo por meio da leitura, do pensamento crítico, do conviver, da comunicação e do exercício criativo.

As obras literárias e os projetos pedagógicos da Piraporiando têm por objetivo promover uma educação antirracista, antibullying e sem preconceitos.

Fundada em 2015 pela escritora e educadora Janine Rodrigues, em 2019 a empresa passou a fazer parte da Base2Edu, rede que integra diferentes agentes e iniciativas engajadas em um objetivo comum: promover a transformação da Educação. Seus livros falam da importância do respeito, da escuta, do afeto, da empatia, da valorização das capacidades do outro, dentre outros assuntos que estão diretamente ligados às questões humanas.

Cada livro da Piraporiando possui um projeto pedagógico chamado de Trilha Literária. Os conteúdos são abordados de forma lúdica, por meio de histórias e contos que, inclusive, resgatam tradições, costumes e valorizam o brincar.

A obra literária e o projeto Nuang – Caminhos da Liberdade, por exemplo, contam a trajetória de uma jovem pertencente a uma nação africana que encontra nas histórias dos ancestrais a força necessária para continuar sua busca de liberdade. O projeto, inspirado no livro, apresenta uma série de atividades de pesquisa, vivências e práticas de conhecimento da cultura afrobrasileira e também sobre o conviver.

Conheça outros títulos editados pela Piraporiando:

Contos Piraporianos

Coletânea de contos, como o que conta a história de dois gatos: um que vive em um mundo onde só há dia e outro, onde só há noite. Em outro, uma menina desperta para belezas ainda não percebidas. Por fim, a história de Zabeleu, um menino que vê tudo de cabeça para baixo. Entre as temáticas trabalhadas pela obra, estão o respeito ao olhar do outro, riqueza da diversidade, autoconhecimento.

Histórias do Velho Nestor

Um velho que, com sua capa preta, sua estranha caixa de madeira, suas grandes olheiras e seu apavorante modo de andar assusta a todos da cidade. Cansado da má fama do lugarejo, o embaixador decreta que o tal velho deverá ir embora. Entre as temáticas trabalhadas pela obra, estão: o medo, o preconceito, a verdade.

A relação completa dos títulos e projetos da Piraporiando está disponível no site: http://www.piraporiando.com

Trabalho em escolas

As obras literárias que compõem o repertório da Piraporiando também são a base para projetos pedagógicos desenvolvidos em salas de aula de todo o País, sobretudo junto na Educação Infantil e Ensino Fundamental. Os professores recebem uma capacitação e conteúdo da Piraporiando para abordar as temáticas tratadas nos livros e projetos. O trabalho está alinhado aos pilares da Educação – aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a ser, aprender a conviver – e com as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Em quatro anos de projeto, mais de 300 escolas em todo o País já receberam os trabalhos e livros da Piraporiando, que contribuiu para a redução de episódios de bullying, racismo, preconceitos e outros problemas, bem como para promover a inclusão, o diálogo e autoconfiança de professores e alunos.