Bon Vivant Cultura Novidades

Museu das Ilusões é lançado em Balneário Camboriú com 50 atrações de ilusões óticas

A exposição itinerante está pela primeira vez na região sul do Brasil e mostra como seus olhos podem enganar sua mente.

Você sabia que o seu cérebro pode ser enganado pelos seus próprios olhos? As ilusões óticas mostram que nossa mente tende a fazer suposições sobre o mundo e na busca de ajustar as imagens a partir de um sentido ou de informações pré-adquiridas, pode visualizar o que não é real. O que você pensa que vê, muitas vezes não é: a verdade! Para explicar como isso acontece na prática, o Museu das Ilusões, único do gênero na América Latina, chega pela primeira vez na região sul do país, no Balneário Camboriú-SC no dia 16 de dezembro, no Balneário Shopping. A expectativa é que 30 mil pessoas visitem o local.

Instalado em um espaço de aproximadamente 900 m2 ao todo, a exposição conta com mais de 50 atrações com experiências divertidas e ilusões de ótica, que irão brincar com seu cérebro e com a sua razão. Sabe aquela situação que causa na gente uma chacoalha no cérebro para ver se realmente temos certeza do que vemos?! Essa é uma das sensações que o Museu das Ilusões provoca, além de muitos risos e desafios as nossas certezas.

Inspirado nos principais museus de ciências e de ilusão de ótica do mundo, museus com temática similar são o maior sucesso na Europa e EUA, o Museu das Ilusões, inédito na América Latina, traz pela primeira vez ao sul do Brasil, 50 atrações divertidas e que intrigam o público e a lógica. No formato itinerante, o museu foi lançando em Campinas para depois percorrer principais cidades do País. Balneário Camboriú é a terceira cidade brasileira a receber a exposição. Além de entreter o público com momentos fora da realidade, de forma lúdica, interativa e divertida, o museu traz conhecimentos sobre ilusões visuais, mensagens subliminares e a relação entre tempo, espaço e consciência.

A atração é uma ótima pedida para a programação com a família, amigos e crianças, que conta com experiências exclusivas e com espaços instagramáveis, ambientes incríveis para fotografar e filmar e situações que parecem impossíveis. Indicado também para escolas, estudos do meio e até mesmo para estudos de neurociência, a exposição é antes de tudo um passeio divertido para brincar com a mente.

Ilusões de ótica

As ilusões têm uma longa história, indo até os antigos gregos. Em 350 AC, Aristóteles observou que “nossos sentidos podem ser confiáveis, mas podem ser facilmente enganados”. A partir de um experimento simples, ele notou que, ao observamos uma cachoeira e desviar o olhar para rochas estáticas, as rochas parecerão se mover na direção oposta do fluxo de água, um efeito que agora chamamos de “efeitos posteriores do movimento”

O sistema visual humano pode ser dividido em duas partes: fisiológico e cognitivo. Não vemos o mundo apenas com nossos olhos, mas também com o cérebro, que é o responsável por captar as informações ao nosso redor e dar algum sentido a elas.

Uma escola de pensamento sugere que algumas ilusões destacam a maneira como o cérebro tenta constantemente e de forma rápida prever o que vai acontecer. Tentamos prever o futuro para compensar o pequeno atraso entre um evento e nossa percepção consciente dele. A luz dessas palavras que você está lendo tem que chegar ao seu olho, antes que um sinal viaje para o cérebro para ser processado – isso leva tempo, o que significa que o mundo que você percebe é ligeiramente no passado. Acredita-se que o cérebro pode fazer previsões sobre o ambiente ao seu redor para tentar perceber o presente.