Educação

Maior evento de Educação do Brasil chega em sua 6ª edição com o objetivo de apresentar soluções educacionais inovadoras

Maior evento de Educação: o Educa Week 2021, online e gratuito, de 18 e 23 de outubro, tem o objetivo de impulsionar a educação

Maior evento de Educação do Brasil: a sexta edição do Educa Week acontece entre 18 e 23 de outubro, com o objetivo de apontar caminhos para os atuais desafios da educação básica no Brasil, priorizando o desenvolvimento das competências da formação cidadã e profissional dos estudantes.

A ideia do evento é debater o futuro da educação no Brasil, promovendo conexões e trocas de experiências, com a finalidade de melhorar o ensino e a aprendizagem no País.

Serão realizados mais de 35 painéis, com a participação de cerca de 150 especialistas, entre líderes do setor, autoridades e educadores, que discutirão a necessidade de inovação, com temas pautados nas novas demandas educacionais, geradas e impulsionadas pela pandemia. “É o momento de somarmos forças para juntos alavancarmos a educação no Brasil, principalmente neste momento de retomada”, diz Marcos Talarico, CEO do Educa Week.

O Educa Week 2021 será totalmente online, gratuito e será transmitido ao vivo, diariamente, pelo YouTube, entre 8h30 às 21 horas.  Para acompanhar os painéis de discussão, que acontecem durante uma semana inteira e são abertos a toda a população, basta acessar www.educaweek.com.br.

Maior evento de Educação do Brasil

O evento contará com a participação nomes de expressão nacional e internacional, como a Dra. Jo Boaler; docente da Universidade de Stanford; Luiz Henrique Mandetta,  ex-ministro da Saúde;  e os congressistas e ativistas pela Educação Tabata Amaral, Israel Batista, Felipe Rigoni e Alessandro Vieira. 

Já o time de especialistas da esfera privada inclui  CEOs e diretores e executivos dos maiores grupos educacionais do Brasil, como Tânia Consentino, CEO da Microsoft; Mário Ghio, Presidente da Somos Educação; Ana Maria Diniz, presidente do conselho do Instituto Península; Dennis Szyller, CEO da Matific Brasil; Bruno Elias, CEO da Eleva Educação; Ari de Sá, CEO da Arco Educação; Guilherme Henrique de Campli Martins, CEO da Playkids e Pasi Loman, Presidente da Seppo e Ademar Celedônio, diretor de ensino e inovações educacionais da SAS Plataforma de Educação.

O evento sediará dois importantes fóruns de discussão: o Fórum Nacional para a Educação Pública de Qualidade, que acontece na quinta-feira, dia 21/10, e o Fórum “The World High School”, grupo internacional dedicado a compartilhar as melhores práticas realizadas em escolas de ponta dos Estados Unidos, China, Reino Unido, Finlândia e Chile.

Ensino público, o novo Enem e transformação digital nas escolas serão destaques

O Educa Week 2021 é dividido em eixos temáticos. São eles “Novas rotas pedagógicas (dia 18/10); Gestão escolar e tecnologia educacional (19/10), Escolas e pós pandemia (20/10), Educação pública de qualidade (21/10), O mundo educacional no século 21 (22/10) e Edtech day (23/10). 

Na agenda do evento, estão pautas urgentes como: “Abertura: as escolas e o pós pandemia”, “Os desafios da implantação do Ensino Médio nas escolas públicas”, “Como as escolas estão superando graves impactos socioemocionais pós pandemia”, “Transformação digital: o que aprendemos com a pandemia”, “Diversidade e inclusão nas escolas”, “Os desafios para ensinar, frente a um estudante nativo digital”; “O papel das avaliações diante das tecnologias e métricas do ensino virtual”, “Multilinguismo, bilinguismo e programas internacionais”;  “O desafios de preparara os estudantes para os processos seletivos diferenciados do ensino superior”, “Fusões e aquisições”, “Gestão Escolar”, entre outros.

Saúde mental na pauta

Após um ano e meio de pandemia, a curadoria do Educa Week também dá atenção especial ao tema da saúde mental.  “É fundamental priorizar a humanização nas práticas, resgatando o espaço sociocultural da escola para alunos e famílias, para se diminuir os impactos socioemocionais do atual período”, explica Ismael Rocha, diretor acadêmico do Instituite of Technology and Education (Iteduc) e diretor pedagógico do Educa Week.

E o Educa Week também deverá tratar da situação crítica das escolas públicas que precisaram se adaptar para atender às novas diretrizes do governo, porém, contam com recursos escassos para seu aparelhamento.

Na área da gestão escolar, o debate acontecerá em torno das novas demandas que surgiram após o fechamento das instituições de ensino, quando passou a haver necessidade de readaptação de toda a estrutura escolar.

Maior evento de Educação do Brasil
Prêmio Destaque Educação 2021 – 3ª edição

Em sua terceira edição, a premiação reconhecerá experiências que exercitem o tema “O olhar inovador para as demandas educacionais”. O prêmio foi idealizado para identificar e reconhecer experiências de sucesso na área da educação, dando visibilidade a iniciativa de professores, coordenadores e diretores que tem como missão promover melhoria no aprendizado e na vida de alunos, pais e colaboradores de escolas públicas e privadas. Professores individuais, coordenadores, diretores de escola. “O Prêmio Destaque Educação 2021 vai dar visibilidade para as práticas pedagógicas que geraram transformações reais na vida dos estudantes, desde o início da pandemia da covid-19”, explica Rocha. 

Espaço de Trocas das Melhores Práticas das Escolas

Haverá também o Espaço de Trocas, canal que irá destacar as melhores práticas pedagógicas implantadas de 2019 para cá, visando oferecer um painel bastante contemporâneo de modelos pedagógicos vencedores, seja no presencial, virtual ou híbrido.   “O objetivo do espaço é inspirar outros educadores e somar forças para ajudar a transformar a educação no Brasil, neste momento de retomada”, conta Rocha.

O Educa Week é uma realização da Educational Leaders (Grupo de Líderes da Educação), em parceria com o Institute of Technology and Education (Iteduc) e SD Student Travel. Tem como patrocinadores as seguintes organizações: Matific, Árvore, Escolas Exponenciais, FTD Educação, International School, Eduqo e Somos Educação, além do apoio do Colégio Bandeirantes, Colégio Dante Alighieri, Vertice, Colégio Santo Américo, Colégio Rio Branco, Colégio Magno Mágico de Oz, ABSSTARTUPS, Instituto Casa Grande, Grupo Rabbit, Seppo e Unibes Cultural.

Além dos ativistas e personalidades convidadas, dos painéis de discussão e fóruns participam, ainda, diretores de tradicionais escolas particulares do Brasil, como os colégios Avenues School (SP), Bandeirantes (SP), Beit Yaacov (SP), Bernoulli (MG), Dante Alighieri (SP), Energia (SC), Farias Brito (CE), Farroupilha (RS), Galois (DF), GGE (PE), ISO (PB), Marista Arquidiocesano (SP), Poliedro (SP), Rio Branco (SP), Santo Américo (SP), São Luís (SP) e Vértice (SP).

Confira também: 2º Festival Literário Da Estante Virtual Traz Debates Sobre Literatura E Educação