Cultura

Luisa Bresser estreia em musicais brilhando ao lado de Carmo Dalla Vecchia

Ouse sonhar. Foi com a mesma garra do personagem título de “Billy Elliot” – o garoto que desafia preconceitos e dificuldades para se dedicar à dança em uma cidade ao norte da Inglaterra em plena greve de mineradores, na combalida Inglaterra do início dos anos 1980 – que a jovem paulistana Luisa Bresser (12) faz sua estreia em musicais como Debbie Wilkinson, a espevitada filha da dona de escola de balé onde Billy dá os primeiros passos.

A estreia não poderia ter sido mais feliz. Ao lado dos atores Carmo Dalla Vecchia e Sara Sarres, e de seu partner em cena, Tiago Fernandes, que vive Billy, ela experimentou a emoção de ser aplaudida por um Teatro Alfa lotado após três meses de ensaios diários.

Além de encantar a plateia, ela mereceu elogios de seus exigentes mestres, o canadense John Stefaniuk, diretor geral, e a inglesa Nikki Belsher, coreógrafa da equipe internacional que regeu toda a preparação do musical, que tem canção de Elton John e é recordista de Tonys – o Oscar do Teatro: 10 estatuetas em uma única edição. Desde 2005, quando estreou em Londres, “Billy Elliot” foi visto por mais de 8 milhões de pessoas em todo o mundo. Na Broadway ficou em cartaz durante 10 anos.

Luisa encheu de orgulho também os pais, a designer Jeniffer Bresser, do ateliê de presentes, lembranças, decorações e mimos de luxo personalizados que leva seu nome, e o empresário Daniel Bresser, da renomada Escola Móbile, e os irmãos, Artur (14), e Sofia (16), do elenco do reality da Band “MasterChef Júnior”.

Também abraçaram Luisa seus padrinhos, os empresários Deborah e Marcos Quintela, com os filhos, Pietra Quintela (11), da novela do SBT  “As Aventuras de Poliana”, Caio (13) e Luca (15), o ator Tiago Abravanel e o casal Helena Caio e Claudio Pessutti, produtor do musical e longa metragem dedicados à sua tia, Hebe Camargo. E quem mais a gente flagrou por lá? Helena Ranaldi, Daniel Alvim, José Possi Neto, Renata Brás e as atrizes mirins Lorena Queiroz e Sienna Belle.

Dedicada ao balé clássico desde os 4 anos de idade, Luisa segue com aulas de dança, atuação, fonoaudiologia, sapateado, preparação de voz e acting song e sonha com voos ainda mais altos. Toda a sua dedicação pode ser vista no palco do teatro paulistano Alfa, de sexta a domingo, até 30 de junho.