Mundo Empresarial Tecnologia e Games

Influenciadores digitais são alternativa para empresas atingirem o público alvo durante a quarentena

Acesso às redes sociais aumentou por causa da pandemia de COVID-19 e das limitações provocadas pelo isolamento social

A exemplo de outros setores da economia, o mercado publicitário sofreu um forte impacto com a pandemia de coronavírus. Desfiles foram cancelados e campanhas para divulgar os produtos de Páscoa e de Dia das Mães, por exemplo, precisaram ser revistas em cima da hora. Boa parte dos modelos que estavam com trabalhos programados tiveram que reorganizar a agenda em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Os desfiles do São Paulo Fashion Week que aconteceriam no final de abril foram adiados. Em Curitiba, a sexta edição do Pátio Batel Fashion Walk foi cancelada. O evento reúne quase uma centena de empresas que trabalham na criação e produção, entre modelos, fotógrafos, stylists, maquiadores, cabeleireiros, lojistas, assessores, entre outros.

O empresário Cleber Ribeiro, diretor da agência curitibana de modelos e influencers, Royal Models, em função do distanciamento social, as marcas estão investindo em outras estratégias que focam principalmente o ambiente digital. “Nesse momento, há uma demanda muito maior por influenciadores para a divulgação de produtos, novidades e até de ideias”, salienta.

Ribeiro afirma que esse cenário está dando visibilidade principalmente para os profissionais que têm um conteúdo qualificado. “Essa crise exige das empresas uma nova forma de alcançar seus públicos. As pessoas não podem circular à vontade e estão usando muito mais as redes sociais. Nessa hora, os influenciadores digitais estão surgindo como uma alternativa rápida e eficiente para chegar ao consumidor final”, analisa o empresário, que gerencia a carreira de influenciadores digitais de diversos segmentos, além de modelos com bastante expressividade nas redes sociais.

Além da importância de estar conectado ao público nesse momento, Ribeiro destaca que assim que acabar a quarentena e o fluxo dos negócios começar a se restabelecer, as campanhas publicitárias devem voltar com mais força ainda. “As empresas vão querer recuperar o tempo perdido e as vendas não realizadas”, comenta.

PESQUISA

A pesquisa “Marketing de Influência em tempos de Pandemia de COVID-19”, realizada pela YOUPIX – plataforma digital especializada em cultura da internet – e a agência de criação de conteúdo BRUNCH mostrou que 77% das marcas entrevistadas acreditam que influenciadores e criadores podem ser aliados nesse momento.

Para a pesquisa, foram feitas entrevistas com 554 criadores de conteúdo e 164 marcas. Outras agências especializadas já vêm registrando crescimento na procura das marcas por ações digitais. “Esses profissionais são capazes de divulgar produtos e serviços e, principalmente, engajar seus seguidores nas redes sociais”, salienta.