Gianna Calderari
Mundo Empresarial Novidades

Gianna Calderari um exemplo de mulher multitarefas

Advogada, fotógrafa, tatuadora, mãe e esposa. Pode parecer muita coisa, mas são todas faces da mesma mulher: Gianna Calderari. Atuante no direito empresarial, ela encontra tempo e disposição para realizar todas as paixões. Mas conciliar tarefas tão distintas não é tão simples.Gianna e seus filhos

Gianna afirma que, apesar de parecerem antagônicas, o direito e a arte se encontram de muitas formas. “Hoje, a arte está sendo mais pesquisada e discutida no contexto jurídico; existem muito mais casos e estudos que englobam o direito autoral, o acesso à arte e a cultura, o direito à imagem, o direito do esquecimento, entre outros tópicos relacionados”. conta.

Mais do que levar paralelamente as duas paixões, Gianna busca levar a arte para o meio jurídico, participando de todas as formas possíveis. “Faço parte da Comissão Cultural da OAB/PR, entidade que promove concurso de fotografia, teatro, workshops, conferência estadual do Direito Cultural, exposições, Bienal de Curitiba, entre outras.”, conta. “Tudo isso faz com que o advogado se permita misturar um hobby ligado à arte no seu dia a dia, que sem dúvidas é bastante estressante por conta da essência da profissão”, completa.

O ano de 2018 já reserva datas para novos projetos. “Temos em vista uma exposição na Justiça Federal a convite do Presidente da JFPR Marcelo Maluceli que além de juiz, é também é um grande fotógrafo”, completa.

Gianna Calderari - mulher multitarefaGianna Calderari já participou de algumas exposições pela cidade de Curitiba, entre elas: “Luz, Arte e Solidariedade”, do Museu Oscar Niemeyer, “Sustentabilidade de Curitiba”, na Galeria  de Arte do Jardim Botânico, “Mobilidade Urbana” da APAP; “Dos Muros Visuais”, também da APAP, da mostra CORPUS no Solar do Barão – Museu da Fotografia de Curitiba. Gianna também tem em seu currículo artístico a participação da Bienal 2017, a participação no Livro dos 75 anos da OAB/ PR e do Livro Muros Visuais. “E nas horas vagas sou bailarina de flamenco”, finaliza.

 

*Texto: Miguel Mello

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.