Bem Estar Cultura Novidades Saúde

Fundação Laço Rosa influencia políticas públicas e empodera pacientes com câncer de mama

Programas e ações da entidade evidenciam importância do diagnóstico precoce através de informação confiável e descomplicada. Este ano, no Outubro Rosa, destaque será para a discussão sobre a garantia de estabilidade de emprego para pacientes com câncer

O câncer de mama é o tipo mais frequente nas mulheres brasileiras. E foi para ampará-las nesse momento difícil que, em 2011, foi criada a Fundação Laço Rosa – uma instituição sem fins lucrativos, que nasceu a partir da emocionante história de vida de três irmãs, e que hoje se destaca não só no Brasil, mas internacionalmente, na disseminação da informação de qualidade, na influência de políticas públicas para o câncer de mama e na defesa de direitos de pacientes e resgate da autoestima.

Ano a ano, no Outubro Rosa, a Fundação prioriza pautas que possam alavancar a tomada de decisões e melhorar essa realidade. Em 2019, um dos assuntos que promete chamar mais atenção é a importância de mudar a legislação brasileira, que hoje não garante estabilidade de emprego para pacientes com câncer. Em xeque estará a PL 8057/2017, que aborda a estabilidade de um ano nesses casos, e inclusive motivou o mais recente projeto da Laço Rosa, CONTRATADA.

Esta é a primeira plataforma de empreendedorismo e emprego para mulheres que passaram pelo câncer de mama, um canal de diálogo entre empresas e pacientes. Marcelle Medeiros, presidente da Fundação Laço Rosa, sabe como é impossível passar por uma experiência de câncer na família sem mudar o olhar para o mundo e, principalmente, sem se colocar no lugar do outro. A doença bateu à porta de suas duas irmãs – ela mesma é considerada paciente do grupo de altíssimo risco.

“A doença tem muitos desafios. Pouco se fala, por exemplo, sobre o ambiente de trabalho, onde há muito desrespeito. O preconceito é velado e desculpas como ‘a vaga foi preenchida’ e ‘estamos enxugando a equipe’ são rotina na vida de pacientes que, após o diagnóstico, precisam voltar ao mercado. Isso é uma forma cruel de violência!”, destaca Marcelle, ressaltando que CONTRATADA também tem um papel educativo junto às empresas.

E, como já é tradição, todos os anos a instituição ilumina com a cor rosa, tom que simboliza a luta contra o câncer mundo afora, monumentos da cidade do Rio de Janeiro, como o Cristo Redentor, em um evento emocionante de agradecimento e fé pela vida. Nos últimos anos, embaixadoras como a apresentadora Sabrina Sato e as atrizes Juliana Paes, Isis Valverde, Isabelle Drummond e Camila Pitanga apoiaram.

“Os eventos do Outubro Rosa são pensados sempre de forma a chamar atenção da imprensa para impactar o maior número de pessoas sobre essa causa tão nobre. Pensamos em cada detalhe com muito carinho para que nossas pacientes e voluntárias sintam-se representadas. Este ano não será diferente”, diz Daniela Oscar, uma das fundadoras e diretora de marketing.