Educação

Estudante do Paraná ganha medalha em competição de matemática disputada em 80 países

Adolescente, que cursa o terceirão, recebeu medalha no Concurso Internacional Canguru. Ela já foi condecorada na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP)

A estudante paranaense Maria Eduarda Stedile Antunes Ribeiro, de 17 anos, conquistou medalha de honra no Concurso Canguru de Matemática, competição realizada em cerca de 80 países com mais de seis milhões de jovens. O concurso aceita estudantes de escolas privadas e públicas e a aluna cursa o terceirão no colégio Acesso da Fazenda Rio Grande, Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Essa não é a primeira conquista de Duda, como os amigos a chamam. Ela foi condecorada na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), em 2017, quando estudava no Colégio Estadual Irmã Ambrósia Sabatovich, em São José dos Pinhais, também na RMC. 

Duda celebra a medalha recebida: “Sempre tive dificuldade com matemática básica e há alguns anos resolvi me empenhar em aprender. Além das aulas, estudo todos os dias, faço resumos, assisto videoaulas e resolvo questões que baixo da internet, como de provas de concursos”.

A estudante está concorrendo a bolsas de estudos em universidades norte-americanas e em Portugal para o curso de Arqueologia, com o qual sonha desde pequena. “Cursar Arqueologia é o meu sonho, mas infelizmente o campo de estudo não é valorizado no Brasil, e a melhor forma de me graduar será no exterior”.

Após formada, Maria Eduarda pretende trazer para o Brasil todo o conhecimento adquirido fora do país, contribuindo para o resgate histórico e arqueológico da Amazônia. “Após me formar, eu pretendo trabalhar com o resgate histórico das populações indígenas da Amazônia e América Latina, as quais me fascinam”, conta.

Agora, a aluna se prepara para a próxima edição da OBMEP, que acontece até agosto. 

Além da matemática, Maria Eduarda também atua como embaixadora no projeto Politize, uma sociedade civil sem fins lucrativos com a missão de formar uma geração de cidadãos conscientes e comprometidos com a democracia, levando educação política a qualquer pessoa, em qualquer lugar.

É ainda uma das fundadoras do projeto Studder, de âmbito nacional, que visa ao compartilhamento de materiais para aprendizagem entre estudantes, objetivando o aprimoramento destes em diversas disciplinas.