Educação

Especialista dá dicas de Inglês que podem fazer a diferença no ENEM 2021

Candidatos que optam por prestar a prova de Inglês apresentam um desempenho melhor, com uma média de acertos 11% acima de quem escolhe o Espanhol

O calendário de provas do ENEM 2021, o primeiro no cenário de pandemia, começa no próximo dia 17 (provas tradicionais) e 31 (provas digitais). Vale lembrar que, desde 2010, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passou a cobrar conhecimentos de línguas estrangeiras, Inglês ou Espanhol. Das 45 questões totais da área de linguagens, códigos e suas tecnologias, cinco são da língua estrangeira escolhida pelo aluno no ato da inscrição. Ou seja, representação de 11%, suficientes para fazer a diferença no resultado e, consequentemente, na classificação dos processos seletivos das universidades.

Apesar de o inglês estar presente no currículo escolar do Ensino Fundamental e Médio, grande parte dos candidatos acaba escolhendo o espanhol por achar essa língua mais fácil para os falantes de português. Contudo, aqueles que escolhem prestar a prova de inglês acabam apresentando um desempenho melhor. De acordo com os microdados do Enem, a média de acertos de questões de Inglês é de 45%, enquanto a de Espanhol é de 34%.

“A prova de inglês do Enem não é difícil, sendo verificado realmente o que é básico e necessário para quem vai precisar de ter acesso e compreender textos em inglês na vida acadêmica ou profissional,” afirma o Professor Amadeu Marques, autor de “Inglês para o ENEM”, livro publicado pela Disal Editora.  “Para um bom desempenho nessa prova é importante que o candidato tenha tido, ao longo do curso do ensino médio, de forma extensiva, uma boa prática de leitura, com domínio das estruturas básicas, de um vocabulário diversificado e esteja habituado a trabalhar com textos de vários gêneros, utilizando as estratégias de leitura mais importantes”, completa.

Estratégia objetiva de leitura dos textos da prova do Enem

  • Para ser bem objetivo e ganhar tempo, aconselha-se ler o enunciado de cada questão e as respectivas alternativas, antes mesmo da leitura do texto em inglês propriamente dito. Como o enunciado e as alternativas estão em português, o candidato ganha tempo, porque antes mesmo da leitura do texto, já sabe do que ele trata. 
  • Na primeira leitura do texto em inglês, é bom usar a estratégia de skimming, na qual se busca saber apenas a essência do texto, a ideia geral, do que ele trata, e não de detalhes específicos. 
  • Voltar ao texto e fazer uma leitura mais atenta, procurando a “topic sentence”, a frase que contém a ideia essencial do parágrafo ou do texto. É geralmente “em cima” dessa frase que a alternativa correta é proposta, na maioria das questões da prova.
  • Os textos do Enem, em geral, são curtos, de um parágrafo ou dois.  A “topic sentence” , em que o autor resume a ideia essencial do texto, é geralmente a que abre o parágrafo.  O candidato deve focar no sentido da frase inicial de cada parágrafo para encontrar a topic sentence. Nos textos onde há título ou manchete, a “topic sentence” pode ser o próprio título ou manchete. 
  • Uma vez encontrada a “topic sentence”, é preciso encontrar a alternativa onde a mesma ideia está expressa, de forma explícita ou, às vezes, implícita. É preciso fazer inferências, ler nas entrelinhas, “read between the lines”.  A alternativa que expressa o mesmo sentido da “topic sentence”, tem sido, na maioria das questões das provas de inglês, a resposta correta.
  • É claro que, para se compreender o sentido da topic sentence e de todo o texto é preciso conhecer os aspectos linguísticos, a estrutura da frase e o vocabulário que ela contém. Para isso, como sabemos, é bom que o candidato tenha tido uma prática extensiva de leitura de textos, valendo inclusive os textos contidos nas provas anteriores, desde 2010. A boa notícia é que a prova do Enem está livre de “pegadinhas” ou de armadilhas para os incautos. Com um bom conhecimento do inglês básico, é possível ter um excelente desempenho na prova de inglês do Enem.

Quanto aos gêneros textuais, é possível prever textos curtos, extraídos de notícias, artigos de revistas, publicações on-line, trechos de livros, poemas, letras de música, cartuns ou tirinhas.

Os temas recorrentes são questões da atualidade e da sociedade em que vivemos, com destaque para temas sociais, como o da pobreza, desigualdades sociais, da necessidade de um mundo mais pacífico, além da defesa das questões ambientais, principalmente o aquecimento global.