Mundo Empresarial Novidades

Energia das Coisas é uma das oito startups paulistas selecionadas para etapa final do Capital Empreendedor

Energia das Coisas é uma das oito startups de São Paulo selecionadas para etapa final do Capital Empreendedor do Sebrae, após intenso processo de capacitação. A rodada final está agendada para os dias 24 e 25 de novembro, em São Paulo, onde 50 startups de todas as regiões do Brasil, passarão pela preparação final com dicas e orientações para se apresentarem aos diversos investidores convidados pelo Sebrae.

“Teremos a possibilidade de participar da rodada de investimento, onde apresentaremos a solução Energia das Coisas aos investidores presentes no evento e com a certeza de um respaldo e aval do Sebrae após quase um ano de mentoria continua”, ressalta Rodrigo Lagreca, CEO da Energia das Coisas.

A Energia das Coisas desenvolveu uma solução com o mesmo nome, que visa o monitoramento de energia elétrica. A solução que está disponível no mercado vem sendo desenvolvido desde 2017, quando o sistema de monitoramento foi instalado em fase de pré-testes em mais de 50 domicílios distribuídos em 06 concessionárias pelas cinco regiões do país. Rodrigo Lagreca, explica que a ferramenta busca trabalhar o comportamento das pessoas, o que conduz naturalmente a uma diminuição dos gastos com luz e a possibilidade de poderem ainda avaliar ineficiências em seus equipamentos, a partir do monitoramento em tempo real, readequar suas operações e ainda usufruir das funções de liga e desliga remoto, eliminando o risco de luzes e aparelhos de ar-condicionado deixados ligados por esquecimento. Sobre isso, Lagreca destaca “ser um problema recorrente nas empresas, esquecer equipamentos ligados, e que diante uma crise, o desperdício precisa ser evitado”, avalia.

Rodrigo Lagreca, CEO Energia das Coisas

“É uma ferramenta que possibilita o engajamento do consumidor, pois a cada ato que o usuário faz, como por exemplo ligar o ar-condicionado, o monitor acusa esse aumento de carga. Essa resposta rápida que o equipamento proporciona permite o envolvimento e o entendimento que os impactos que isso causa, gerando assim o consumo consciente e o menor desperdício de energia elétrica”, explica Lagreca.

Segundo o CEO, estar entre as oito startups selecionadas em São Paulo para o Capital Empreendedor é um grande mérito. “A concorrência desde o início foi fantástica, foram várias vertentes e projetos excelentes apresentados. Temos a certeza de grandes avanços para a nossa empresa”, finaliza.

O Capital Empreendedor já possibilitou que 100 empresas conseguissem aportes financeiros no valor total de R$ 67,6 milhões. Em todos os ciclos, o programa já ofereceu mais de 11 mil horas de capacitação com a participação de em torno de 750 startups de 24 estados e Distrito Federal.