Dicas para correr melhor
Bem Estar Fabiano Cristopoliski Novidades

Dicas para correr melhor

Correr pode ser um esporte, uma terapia, um hábito, um jeito, uma atitude, um encontro, uma alegria, ou qualquer outra coisa, desde que o faça sentir-se bem. Para que você possa sentir esta sensação de bem estar, aqui vão algumas dicas para correr com segurança, melhorar seu desempenho e atingir seus objetivos.

Veja dicas para correr melhor a seguir:

  • Não existe idade para correr. Existe cuidado para correr. A corrida não tem preconceitos e sim restrições.
  • Correr é tão natural quanto andar, mas exige um esforço maior. Por isso, faça um check-up de seu estado de saúde antes de iniciar um programa de corrida. Você vai sentir-se muito mais seguro e confiante para ir em frente.
  • Correr ou caminhar, como exercício físico, exige técnica. Se você tem dúvidas em relação a isso, oriente-se com um profissional especializado.
  • Uma boa corrida pode começar com um bom calçado. Verifique a sua pisada e adquira um tênis adequado ao seu formato de pé.
  • Uma regra importante e muito esquecida por quem corre é amarrar bem o seu tênis. Dê um laço forte e prenda-o entre o trançado e a língua. Dessa forma dificilmente ele irá lhe atrapalhar, interrompendo sua corrida.
  • Alongar antes e depois da corrida preserva o comprimento dos músculos, prevenindo lesões. Por isso, não deixe de cumprir esta etapa importante de sua corrida.
  • Não existe trabalho e nem corrida sem descanso. A sua falta pode desencadear sintomas desagradáveis em seu corpo, relacionados ao stress. Cuidado com o excesso de treinamento, também conhecido como overtraining.
  • Correr todos os dias é restrito às pessoas com excelente preparo físico, ainda que, com muito critério. Por isso, não banque o super-herói; seu corpo pode não gostar.
  • Quem corre, está sujeito a machucar-se. Em caso de lesão muscular ou de partes moles, a aplicação de gelo, como conduta de primeiros socorros, diminui edema, dor e inflamação. Faça a aplicação de gelo no local, por 20 minutos e procure orientação médica. Por esse efeito benéfico, o gelo pode ser usado ainda, na recuperação pós-treino. Basta aplicá-lo pelo mesmo tempo nos pontos que se desgastaram mais, que geralmente estão próximos às articulações.
  • Dor significa que algo não está legal. Mesmo que pequena ou esporádica, não a ignore e lembre-se que o uso indiscriminado de antiinflamatórios é paliativo e pode fragilizar muito mais a sua provável lesão. O mais sensato é procurar orientação médica.
  • Reposição de líquidos durante performances de longa duração é fundamental Hidratação é importante para quem está fazendo exercíciospara o organismo de quem corre. A água é o melhor deles. Beba-a no máximo a cada 20 minutos de corrida.
  • Corridas de longa duração como as maratonas podem exigir a suplementação de nutrientes. Carboidratos em gel, maltodextrina diluída em água, isotônicos, pílulas de sal, são os usados habitualmente. Faça isso apenas, sob orientação técnica de profissional especializado.
  • Correr em jejum não é bom. Coma algo energético pelo menos uma hora antes da corrida. A quantidade vai depender da intensidade da corrida, e do seu bom senso em saber como estão os estoques de energia em seu corpo.
  • A corrida e a mudança de hábito alimentar são meios eficientes para quem está pensando em emagrecer. Faça-os de forma equilibrada, que certamente atingirá seus objetivos.
  • O uso do frequencímetro durante a corrida restringi-se a cada caso. Seu uso constante pode inibir a melhora de sua performance.
  • A esteira, não substitui a corrida de rua, pois nela há perda da especificidade do movimento. Mas não deixa de ser uma boa aliada, principalmente nos dias de chuva.
  • Quando for participar de uma prova ou competição, certifique-se do percurso antecipadamente e monte uma estratégia de prova.
  • A musculação para quem corre é importante para fortalecimento do sistema músculo-esquelético, permitindo-lhe suportar uma carga maior de treinamento.
  • Um programa de condicionamento para corrida pode envolver a prática de várias atividades na sua preparação como: musculação, spinning, natação, além dos treinos de corrida. Se você tem pouco tempo para treinar, opte apenas por correr.
  • A temperatura ambiental tem influência direta sobre a corrida. As baixas exigem uma solicitação maior de carboidratos como fonte de energia e requerem um aquecimento mais longo, enquanto que as altas sugerem o uso de roupas leves que facilitem a transpiração, além de muita hidratação.
  • Ter companhia para correr, no mesmo ritmo que você é fundamental para garantir a motivação. Encontre-a!
  • Para correr uma grande distância é necessário muito mais do que preparo físico.  É necessário disciplina e persistência. É necessário superação. É necessário correr com prazer de correr.

(Fonte: Clube da Corrida)

E que tal participar de uma ação super super interessante em Curitiba? No próximo dia 29 de abril, além de correr, você pode proporcionar alegria para crianças cadeirantes. Faz parte do projeto Pernas para que te quero. Basta entrar no site www.pernasparaquetequero.org, e se inscrever na corrida. São apenas 2km e muita alegria para as crianças cadeirantes. Se você não corre, seja voluntário ou participe com doações a partir de R$ 25,00.

 

Fabiano CristopoliskiFabiano Cristopoliski, Educador Físico e Personal Trainer.

 

No Portal Believe News Fabiano dará dicas de exercícios físicos para uma melhor qualidade de vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.