Cultura Educação Últimas

Dia do Mão na Massa é o novo jeito de aprender, brincando

Dia do Mão na Massa: Educadores de escolas públicas, privadas e espaços não-formais de ensino participam nesta quarta-feira deste evento

Dia do Mão na Massa: alunos e professores de todo o Brasil vão se dedicar amanhã (15) a desenvolver juntos atividades diferentes para estimular a expressão e a criatividade na aprendizagem, com o uso ou não da tecnologia. A atividade faz parte do Dia do Mão na Massa, iniciativa da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC), movimento apoiado pela Fundação Lemann e pelo MIT Media Lab.

Dia do Mão na Massa é uma atividade voltada aos educadores e alunos de escolas públicas e privadas e espaços não-formais de ensino para divulgar e valorizar projetos e atividades que estimulem a autoria, a criatividade e a colaboração para tornar as aulas presenciais ou remotas mais relevantes e inclusivas. “Queremos que os alunos de todo  o país se expressem usando os materiais mais diversos, desde maquetes com caixas de sapato, até os poemas ou jogos gamificados, e até mesmo iniciativas na comunidade onde vivem”, afirma Leo Burd, pesquisador do Instituto de Tecnologia de Massachussets e diretor da RBAC.

Para amanhã, o Dia do Mão na Massa já conta até o momento com 114 atividades inscritas por educadores de escolas de sete estados brasileiros, a maioria delas de São Paulo e do Paraná. A ideia é impactar diretamente num único dia 10 mil estudantes das principais escolas do Brasil, com esta atividade que estimula um novo modelo de aprender, por meio de brincadeiras e de projetos criados e relacionados ao cotidiano de cada estudante.

Entre as atividades cadastradas no “Mural da Rede” tem a criação do álbum de figurinhas sobre os biomas brasileiros, feito pelos alunos da professora Andreia Tomaz, da Escola Municipal Prof. Sada Salomão Hossri, de Jaguariaúna, São Paulo. Outro projeto relevante é a criação de um bosque ao lado da Escola Municipal Professora América da Costa Saboia, em Curitiba, Paraná. O bosque foi criado pela Prefeitura Municipal a partir de uma atividade desenvolvida pelos alunos da professora Elizangela Carvalho que usou a metodologia de design thinking para discutir sobre ações de preservação do ambiente de acordo com os objetivos sustentáveis da ONU (Organização das Nações Unidas). O projeto foi batizado de “O Bosque dos Sonhos”.

São dois exemplos de como utilizar o conceito Mão na Massa, expressão que significa exatamente usar as mãos para produzir projetos e atividades, envolve autoria, construção e liberdade criativa. O “fazer para aprender” é um elemento central da Aprendizagem Criativa, uma abordagem educacional baseada no construcionismo de Seymour Papert, pesquisador do Massachusets Institute of Technology (MIT), e inspirada nas ideias de grandes pensadores como Piaget, Paulo Freire e Montessori.

A Aprendizagem Criativa busca uma educação mais lúdica, criativa e descontraída, ampliando o conhecimento a partir do contexto cultural, social e ambiental de cada pessoa envolvida. Para incentivar os educadores a pensar seus projetos, a RBAC lançou o site do Dia do Mão na Massa e um E-Book com informações sobre o conceito do Mão na Massa, além do mural para que todos educadores cadastrem e compartilhem seus projetos e atividades.

Criada em 2015, a Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa está atualmente presente em todas as regiões do Brasil com mais de 20 núcleos regionais e 4.000 membros, que são incentivados a adotar e promover a aprendizagem criativa localmente. Por meio de oficinas, encontros de voluntários, Festivais de Invenção e Criatividade disponibilização de recursos educacionais, a RBAC fomenta a disseminação e a adoção de práticas mais mão na massa, criativas e relevantes para os alunos de todo o Brasil.

Confira também: Plataforma Gratuita De Conteúdos Educacionais, Enem Na Mira, Do UniCuritiba, Apresenta Live Sobre Atualidades