Cultura Educação

Dia da Língua Portuguesa: Universidade americana oferta cursos em Português

Diretor da instituição explica que estudar no idioma nativo ajuda brasileiros que moram em outros países a se sentirem mais conectados com o Brasil .

Nesta quarta-feira (5) foi comemorado o Dia Mundial da Língua Portuguesa. A data, instituída pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), celebra esse idioma e as culturas lusófonas.

Para manter a tradição da língua mesmo fora dos países falantes de português, a Ambra University, universidade credenciada no estado da Flórida, nos Estados Unidos, oferece cursos de graduação e pós-graduação totalmente em português. Alfredo Freitas, diretor de educação e tecnologia da universidade, a oferta de cursos na língua portuguesa contribui para a continuidade dos estudos da comunidade brasileira que reside no exterior

“É sempre muito satisfatório contribuir com brasileiros que estão fora do Brasil, eles sentem mais conectados com o nosso país, com a nossa cultura, quando eles estudam conosco em português”, relata Alfredo Freitas.

Ele ressalta a importância do vínculo criado por brasileiros que estão imersos em países de culturas distintas.Além dos Estados Unidos, a universidade atende brasileiros que estão em outros países como Japão, França, Bélgica, Portugal, Cabo Verde e Moçambique. “A ideia da Ambra é que a internet eliminou a barreira geográfica para alguém conquistar título de mestrado ou de graduação nos Estados Unidos da América”, conta.

O diretor ainda destaca que acredita que o ensino em português pode ser mais produtivo para recém-chegados em outro país. Já no caso de filhos de brasileiros que moram em outro país, estudar em português pode ser uma maneira de resgatar e manter aceso aspectos culturais do país de origem.

De acordo com o diretor de educação e tecnologia, a instituição foi criada com o intuito de manter viva a cultura brasileira e o idioma português no Brasil. Outro objetivo foi fazer negócios e desenvolver a comunidade financeira no exterior. “Oferecer formação em português para brasileiros que estão nos Estados Unidos e eventualmente em outros países”, explica.