Mundo Empresarial

Curitiba terá guincho movido a energia elétrica que emite 96% menos gases poluentes

Serviço é exclusivo da seguradora Porto Seguro; capital paranaense é a segunda cidade no Brasil a receber o atendimento

A Porto Seguro acaba de lançar em Curitiba o serviço de guincho movido a energia elétrica. Exclusivo da companhia, o resgate sustentável chega à capital paranaense depois de passar por São Paulo. O caminhão elétrico emite 96% a menos de gases poluentes que causam o efeito estufa. O guincho irá operar dentro da cidade e também no apoio de operação da Ecovia Paraná (BR 277).

“A chegada do guincho movido a energia elétrica na capital ecológica do Brasil reforça o compromisso da companhia com iniciativas relacionadas à gestão ambiental e com a evolução no patamar de domínio da cadeia que envolve o conhecimento e a operação de veículos elétricos e híbridos”, explica Marcelo Sebastião, diretor do Porto Socorro. “São estudos, testes, capacitação dos prestadores e a execução que ajudam a aprimorar nossa experiência no assunto”, completa.

O guincho elétrico é mais uma alternativa para reduzir o impacto ambiental, uma vez que é uma matriz energética de fonte renovável. Com autonomia para 240 km, capacidade de bateria de 97 Kwh e recarga em até 6h, esse é o primeiro veículo elétrico usado para uma operação desse porte no Brasil.

“Para neutralizar as emissões do guincho leve precisaríamos de 245 árvores. Já para neutralizar as emissões do guincho elétrico precisaríamos de 12 árvores. Além disso, temos uma redução considerável nos custos de abastecimento. O valor por km de um guincho a diesel é de R$ 0,70 e com o elétrico esse preço cai para R$ 0,27”, diz Sebastião.

Adquirido em 2020 junto à Jac Motors, fabricante do veículo, o caminhão emite apenas 1,80 de C02 (t) em comparação aos 41,9 de CO2 (t) de um guincho leve convencional, o que representa um potencial de redução de cerca de 40,1 de CO2 (t).

“O principal impacto ambiental das operações da Porto Seguro é a emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) associadas aos guinchos e carros de serviço que prestam atendimento aos segurados. Ainda que sejam emissões que não estão sob seu controle direto, a empresa compreende sua corresponsabilidade e incentiva soluções sustentáveis”, explica Marcelo.

Conheça outras frentes de resgate sustentável da Porto Seguro em outros estados

• Carro Elétrico: os prestadores de serviço realizam atendimentos como socorro mecânico, carga de bateria e troca de pneus aos clientes de automóvel, utilizando o veículo na cidade de São Paulo desde o primeiro semestre de 2017.  O carro, que possui 100 km de autonomia, diminui o impacto no meio ambiente, e pode ser recarregado em tomadas comuns de 110V;

• Bicicleta elétrica: a Porto Seguro passou a atender, em São Paulo e no Rio de Janeiro, chamados para troca e carga de bateria, utilizando bicicletas elétricas em 2008. A solução torna o deslocamento ágil e sustentável, contribuindo com a mobilidade urbana.

• Passo certo: em 2016, a Porto Seguro implementou o atendimento utilizando os meios de transportes públicos como principal forma de deslocamento para alguns prestadores de São Paulo. Além de atender com agilidade os clientes, a iniciativa busca contribuir para a melhoria da mobilidade urbana, utilizando a estrutura de transporte público disponível na cidade para atendimento de serviços de hidráulica e elétrica, instalação de varal de teto, prateleiras, entre outros.

Mais informações sobre as inciativas de mobilidade elétrica da Porto Seguro: https://www.portoseguro.com.br/institucional/responsabilidade-socioambiental/projetos-corporativos/frota-eletrica