Bon Vivant Novidades

BEBA BEM EM CASA: como um projeto criado para entregar bebidas durante o período de isolamento acabou ampliando a voz de pequeno produtores e das mulheres no mercado de bebidas

Com transmissões ao vivo que destacam pequenos produtores nacionais e a participação da mulher no mercado, a sommelière Patricia Brentzel sai do senso comum e procura democratizar o consumo de vinho no país, ampliando a voz de profissionais negras no mercado

Patricia Brentzel

Há cerca de 15 anos no mercado de bebidas, Patricia Brentzel nos conduz ao incrível mundo dos vinhos através de seu novo empreendimento, o Beba Bem em Casa, projeto de abrangência nacional de delivery de vinhos e outras bebidas, nacionais e importadas, garimpadas por ela por meio de sua relação e vivência com produtores e importadores. “O principal diferencial do projeto é a personalização. Tenho um catálogo mutante sempre com novidades e falo com cada pessoa, tiro todas as dúvidas e a ajudo a fazer as melhores escolhas dentro do budget que ela tem. A ideia é sair do comum e conhecer vinhos novos e inusitados”.

Como parte do projeto, Patricia tem conduzido lives no Instagram com entrevistas descontraídas que aproxima o consumidor destes produtores, boa parte nacionais e presentes em seu catálogo. As transmissões ao vivo acontecem todas as quintas em seu perfil pessoal (@patricia_brentzel). Além de saber mais sobre a história da bebida e do produtor, os convidados podem tirar suas dúvidas ao vivo e até mesmo aprender a fazer um coquetel em casa.

Este período também a inspirou tirar da gaveta um projeto antigo, o Embebidas (@embebidasoficial), relacionado à participação cada vez mais ativa das mulheres no mercado de bebidas. Todas as terças e quartas, também em lives em seu perfil, Patricia entrevista mulheres que atuam como produtoras, gestoras, sommelières, que contam sobre os desafios e conquistas nesse meio ainda tão masculino. Importante destacar que, às terças, Patricia recebe apenas profissionais negras, com o objetivo de amplificar essas vozes e dialogar sobre a democratização do vinho e outras bebidas.