Educação Últimas

Abertas inscrições para Curso de Alemão para Iniciantes

Mesmo com suas instalações fechadas por conta das restrições causadas pela pandemia da Covid-19, o Goethe-Institut Curitiba não parou nenhum dos cursos de alemão, graças ao ensino em plataformas virtuais. O próximo a ser lançado é o Curso de Alemão para Iniciantes 100% On-line, que começa no dia 7 de maio.

Em um formato inovador para tempos de distanciamento social, o curso conta com material didático próprio para treinar e aprender o idioma. A partir de situações cotidianas, o aluno se aproximará da língua alemã, treinando-a de forma bem variada. Para se inscrever, é necessário ter, no mínimo, 14 anos e disponibilizar quatro horas semanais para estudo. Não é preciso ter tido qualquer contato anterior com o idioma, apenas ter interesse em aprender uma nova língua. “O horário destinado à realização das atividades da aula deve ser respeitado e cumprido, pois é preciso ter uma rotina de estudos e realizar os exercícios propostos. Além disso, haverá momentos de encontros on-line, em que os alunos interagirão e ​poderão tirar as suas dúvidas com o professor também naquele momento”, explica a professora Daniela Gertsch.

A plataforma usada para a realização dos exercícios é de fácil acesso e uso e os conteúdos são todos disponibilizados de forma digital. Por ser em ambiente virtual, o estudante poderá acessar suas aulas de acordo com a disponibilidade de seu horário e independentemente do local onde estiver.

Para facilitar a aprendizagem, o curso conta com um tutor, que acompanha o progresso dos alunos e fica à disposição para esclarecer dúvidas. “O papel do tutor será de acompanhar e de avaliar a evolução e aprendizagem deste aluno, ele dará feedback e dicas individuais”, diz Dorothee Rumker Yazbek, diretora de Ensino do Goethe-Institut Curitiba.

Qualidade na essência

A professora Daniela lembra que este é um momento para desmistificar e vencer alguns receios a respeito de cursos em plataformas digitais, como o de que dessa forma se aprende menos ou tem menor qualidade. “Vivemos um cenário de readaptação e é um bom momento para otimizar o tempo e ver que esses receios não estão corretos, pois nossos cursos estão estruturados de modo que a qualidade e a fluência das aulas permanecem, e a comunicação e a interação continuam em foco”, esclarece e reitera: “A principal preocupação, desde o início, foi manter a qualidade do ensino”. Para isso, diz ela, foram necessárias adaptações práticas, por exemplo, como transformar um jogo de cartas que instiga a fala em um jogo digital e interativo. “Sempre trabalhamos em grupo, mesmo virtualmente, mas estamos nos reinventando e muito satisfeitos com nossos avanços e conquistas”, salienta.

Diferenciais Goethe-Institut

            Com um padrão internacional de ensino, o Goethe-Institut oferece cursos de alemão para todos os níveis de conhecimento, desde os iniciantes até o avançado. Ainda possui programas de intercâmbio e capacitação de professores, além de ser o centro oficial de realização de provas de proficiência do idioma alemão. Todos os exames e certificados são reconhecidos internacionalmente. “Somos procurados por aqueles que querem ensinar alemão para fazerem seus testes de proficiência, ou seja, somos referência quando se trata de aprendizagem da língua alemã”, salienta a gerente do Goethe-Institut Curitiba, Claudia Römmelt.

O Goethe-Institut Curitiba também realiza cooperações pedagógicas com instituições de ensino, oferecendo consultoria e suporte pedagógico. A aplicação de novas tecnologias é outra característica do Goethe-Institut, que apidamente utilizou ferramentas digitais para se adaptar ao momento de pandemia e passou a utilizar todos os seus acervos digitais para transferir aulas do ambiente físico para ambientes virtuais.

O Goethe-Institut conta tanto com professores brasileiros quanto alemães. Segundo Claudia Römmelt, é importante que o corpo docente tenha essa diversificação. “Muitas pessoas acreditam que você aprende melhor um idioma com um professor nativo. Porém, em uma turma de iniciantes, por exemplo, um professor brasileiro pode ser mais indicado por ter uma compreensão melhor da situação, já que também já passou por aquele tipo de aprendizado”, comenta. “O fundamental é ser um professor qualificado”, complementa Claudia.

            Toda a equipe participa regularmente de capacitações, além de seminários promovidos pelo Goethe-Institut na Alemanha. O Instituto ainda mantém cooperações pedagógicas com autoridades de educação, editoras, universidades, escolas e associações de professores de alemão. São oferecidas consultorias, programas de qualificação, cursos de especialização, bolsas de estudo e intercâmbios para docentes de alemão.