Bem Estar Novidades Saúde

A relação das políticas públicas e a humanização da saúde será tema de live da Associação Viva e Deixe Viver

Bate-papo entre Wellington Nogueira, da ONG Doutores da Alegria, e Valdir Cimino, da Associação Viva e Deixe Viver, coloca em pauta o papel das políticas públicas na vida de quem cuida e quem é cuidado

No próximo dia 25 de março, uma quinta-feira, às 19h, a Associação Viva e Deixe Viver (Viva), organização da sociedade civil (OSC) que congrega 1,3 mil voluntários responsáveis por contar histórias em 86 hospitais do País, vai promover o encontro de duas grandes referências no tema saúde humanizada: Wellington Nogueira, fundador da ONG Doutores da Alegria, e Valdir Cimino, fundador da Viva e Deixe Viver.

Os dois estarão juntos na quinta live do Fórum de Humanização para conversar sobre Políticas Públicas que favoreçam quem cuida e quem é cuidado – Indicadores que transformam vidas. Wellington Nogueira é ator, palhaço, empreendedor social e conector de experiências, e fundou em 1991 a ganização da Sociedade Civil Doutores da Alegria, que se dedica a levar a arte do palhaço ao universo da saúde, intervindo junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos.

Juntos, Valdir e Wellington somam mais de 50 anos de voluntariado e trabalho pela humanização do sistema de saúde, acolhendo e levando afeto às pessoas. “Humanização é ‘tecnologia humana’ : olhar, presença, encontro e conexão com outro ser humano, indispensável para nossa saúde geral em tempos turbulentos!”, comenta o palhaço.

Este papo imperdível será transmitido no canal do YouTube da Associação Viva e Deixe Viver .

Promovidos desde 2001 pela Associação Viva e Deixe Viver, os Fóruns de Humanização da Saúde visam contribuir para a humanização da sociedade, fortalecendo valores e princípios éticos essenciais entre os sujeitos que produzem saúde. Em 10 abril deste ano acontecerá a 20ª edição do evento, com uma programação que inclui debates entre especialistas e rodas de conversa, sempre no ambiente online. As inscrições já estão disponíveis pelo site https://www.vivahumanizacao.org.br .