Mundo Pet

10 doenças caninas que podem ser evitadas com sequenciamento genético

10 doenças caninas que podem ser evitadas com sequenciamento genético: os cães sempre foram importantes para os brasileiros. Não à toa, o cachorro leva o título de melhor amigo do homem e isso se confirmou nos últimos tempos. De acordo com dados da Comac (Comissão de Animais de Companhia) do Sindan – Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal, durante a pandemia, houve um aumento de 31% nos gastos com medicamentos para cães e as compras desse tipo de produto na internet cresceram 74%. Os números são reflexo de outra constatação: no período, os tutores passaram a enxergar, ainda mais, os bichanos como filhos ou membros da família. Por isso, ganharam mais atenção, cuidados dos humanos e, consequentemente, investimentos com alimentação, vacinas, brinquedos, acessórios e, claro, consultas. Tudo para levar mais bem-estar aos cãopanheiros.

A partir disso, é possível afirmar que o setor continuará crescendo e, com isso, novos produtos estarão disponíveis no mercado a fim de somar a essa relação entre humanos e animais. Por exemplo, hoje, é possível identificar possíveis doenças nos cães com ajuda da ciência. O interessado compra o teste de DNA via internet, coleta a amostra da saliva e, em poucos dias, recebe a relação de mais de 200 possíveis doenças que o cachorro pode desenvolver ao longo da vida. Além disso, também é possível saber quais são as possíveis alergias a medicamentos como, por exemplo, a ivermectina, muito comum em alguns vermífugos.

“Antecipar possíveis problemas de saúde é um trunfo para tutores, veterinários e, até mesmo, criadores. Pois, com base nisso, é possível criar uma estratégia de prevenção e traçar o melhor caminho para prolongar, manter a qualidade de vida do animal e, possivelmente, diminuir gastos”, explica o médico veterinário e CEO da Box4Dog, Dr. Lucas Rodrigues.

10 doenças caninas que podem ser evitadas com sequenciamento genético
10 doenças caninas: Para o médico veterinário e CEO da Box4Dog, Dr. Lucas Rodrigues, a prevenção é o melhor caminho para tratamentos

Confira abaixo as dez principais doenças que podem ser identificadas previamente com ajuda do teste de DNA:

Formação da Mucocele da Vesícula Biliar

A doença envolve o sistema digestivo e atinge a vesícula biliar acomete cães de meia idade e idosos. Dentre os sinais clínicos, estão vômito, perda de apetite e dor abdominal. Dependendo do nível de gravidade, o animal pode vir a óbito.

Doença de von Willebrand Tipo I

Associado ao sangue e à linfa, a doença é o distúrbio hemorrágico hereditário mais comum encontrado em cães e humanos. A deficiência ou falha da função inibe o processo normal de coagulação do sangue, causando sangramento prolongado após uma lesão ou procedimento cirúrgico.

Mielopatia Degenerativa

O problema neurológico é mais comumente vista no Pastor Alemão, embora outras raças também estejam predispostas. O problema resulta na destruição imunomediada, ou seja o sistema imunológico passa a atacar o próprio corpo,de uma parte dos nervos da medula espinhal, levando à perda dessas fibras nervosas e a perda dos membros posteriores progredindo para membros anteriores até paralisia total.

Epilepsia Mioclônica Generalizada

Essa doença neurológica causa frequentes sacudidas ou contrações musculares, que começam a ocorrer por volta dos seis meses de idade. As crises mioclônicas podem ser desencadeadas por estímulos visuais, como flashes de luz, incidência repentina de luz ou luz intermitente nas ondas do mar.

Sensibilidade à Drogas – MDR1

Uma mutação no gene MDR1 torna os animais sensíveis a certas drogas. A primeira medicação em que este defeito foi encontrado foi a Ivermectina – usada para tratar sarna e prevenir vermes. Quando recebem este medicamento, os cães afetados sofrem convulsões.

Síndrome do Olho Seco (Tipo Cavalier)

Essa doença afeta, especificamente, os cães de raça King Charles Spaniels. O distúrbio autossômico recessivo afeta os olhos dos animais dessa raça e exige a lubrificação diária com colírios e/ou cirurgia.

Catarata Hereditária

A maioria dos casos de Catarata em cães são hereditários e causa nebulosidade na visão dos peludos. Normalmente, a doença acomete os dois olhos e pode se tornar aparente em uma ampla faixa etária, desde quando o filhote abre os olhos, pela primeira vez, até os oito anos de idade.

Glaucoma Primário

O Glaucoma é aumento da pressão dentro do olho. Se não for tratado, esse aumento de pressão geralmente causa cegueira irreversível, além de alongamento e aumento do olho.

Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo

Associada ao sistema respiratório, a doença é a principal causa de morte em medicina intensiva. A síndrome é diagnosticada a partir de uma resposta inflamatória exagerada nos pulmões. Essa disfunção tem sido cada vez mais descrita na clínica veterinária e as causas mais frequentes são sepse, pneumonia grave, peritonite e politraumatismos.

Nefropatia Hereditária

A doença associada ao sistema urinário, a doença é um distúrbio hereditário dos rins. Em casos mais graves, o cão precisa ficar internado, tomar soro e medicação via oral, além de acompanhamento constante do médico veterinário.

10 doenças caninas que podem ser evitadas com sequenciamento genético
Confira também: Câncer De Mama Em Cães: Galeria Pet Alerta Sobre Doença